Unimed Paraná desenvolve Centro de Controle Estadual Covid-19 para enfrentamento da pandemia

O aumento significativo no número de casos de Covid-19 no Paraná, que deve enfrentar em breve a pior fase da pandemia, motivou a Unimed Paraná a inovar e criar uma nova ferramenta para fortalecer o enfrentamento da doença. Para garantir a melhor assistência aos clientes e beneficiários, além de auxiliar as Singulares e a rede credenciada, foi criado o Centro de Controle Estadual Covid-19, baseado em seis pilares de atuação para gerir as informações e demandas estaduais de maneira mais eficiente.

A aproximação da fase crítica reforçou a necessidade da cooperativa – responsável pela assistência de mais de 1,5 milhão de vidas – se organizar e minimizar os possíveis prejuízos assistenciais ou financeiros, como explica a médica e gerente de Atenção à Saúde e do Núcleo de Inteligência e Informações em Saúde da Unimed Paraná, Oáidia Noceti Serman. “Surge a necessidade de integração de dados, informações e demandas, de forma centralizada e organizada, para resolvermos problemas mais rapidamente, ou mesmo com a organização e padronização, minimizarmos os riscos inerentes a esta fase”, pontua.

De acordo com a gerente, a comunicação rápida entre os integrantes do Centro é um dos fatores-chave do processo, pois possibilita uma resposta mais rápida e assertiva aos eventuais problemas. “Temos a participação de diversos setores da Unimed Federação e de pontos focais de todas as Singulares do estado, com suporte também a nossa rede credenciada, para garantir a assistência adequada a nossos clientes e à sociedade paranaense, como um todo”.

Na Unimed Paraná, compõem a equipe os setores de Saúde, Núcleo de Inteligência e Informações em Saúde (NIIS), Operações de Intercâmbio e Rede Credenciada, Administrativo e Compras, Gestão de Pessoas, Gestão de Projetos e Núcleo de Desenvolvimento Humano (NDH), além da Comunicação e Marketing. “O idealizador de tudo e nosso principal motivador é o nosso presidente, Paulo Faria, que olhando de forma preventiva e assertiva, entendeu ser necessária uma organização do Sistema desta forma, para que todos sejam beneficiados”, destaca.

Estrutura baseada em seis pilares

O Centro de Controle Estadual Covid-19 foi estruturado em seis pilares de atuação: Informações e Dados; Gestão de Leitos; Gestão de Insumo e Equipamentos; Cadastramento de Profissionais; Compra Centralizada de Materiais e Medicamentos; e Análise de Protocolos Clínicos.

O Centro, de acordo com Oáidia, está funcionando em ações e construções isoladas desde março, com compras coletivas de EPI (s), medicamentos e testes diagnósticos, além da unificação de informações e dados no Painel Covid-19, desenvolvido pelo NIIS. “Oficialmente o Centro estará implantado com capacidade plena de funcionamento no dia 1º de julho, com todos os setores e representantes da Federação e das Singulares”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *